barraazul
barraazul
barraazul
woodlight
Usuario: visitante não conectadoAberturas Abertas / Defesa Philidor

Defesa Philidor [C41]

Lances Iniciais

1.e4 e5 2.Cf3 d6
É a defesa de Philidor. É ramente vista em jogos de nível do Xadrez Magistral. Apesar disso é muito instrutiva e com princípios aplicáveis a outras aberturas.
3.d4
Aqui surge o primeiro divisor de águas, onde as negras tem o trunfo de escolher o tipo de jogo a ser desenvolvido.

I) Estratégia do ponto forte
3...Cd7 4.Cc3
Seguindo a linha do ponto forte. Deve ser dada atenção a variante 4.Bc4, descrita detalhadamente no item Ib.
4...Cgf6 5.Bc4 Be7 6.0-0 0-0 7.Te1
Ou 7.De2 c6 8.a4 Dc7 9.Td1
7...c6
Esse movimento tem vários objetivos. O objetivo primário é permitir o reposicionamento da Dama em c7, superprotegendo o peão e5, reforçando o ponto forte. O segundo é apoiar um potencial movimento b5 seguido de Bb7, que conquistaria espaço. Por fim o lance causa influencia na casa d5, que é alvo primário das brancas.
8.a4
Brancas fazem a profilaxia contra b5. Negras agora terão de realizar seu plano de espaço na ala da Dama de forma extremamente lenta, com b6, a6, Bb7 e só então b5. Brancas por sua vez não tem colunas abertas ou peões fracos para explorar e terão de encontrar um ponto de ruptura na cadeia de peões. Podem seguir com a5, atrapalhando o plano negro, com b3 e Bb2 ou Ba3 ou com Ch4-f5.

Ib) Linha 4.Bc4
É uma variante problemática, mas que pode ser evitada com a modificação da ordem inicial dos lances. A ordem dos lances deve ser precisa.
4...c6
É a resposta necesária de imediato, já que 4...Be7? 5.dxe5 Cxe5 (5...dxe5?? 6.Dd5 ) 6.Cxe5 dxe5 7.Dh5 g6 8.Dxe5 com resultado ruim para as negras.
5.Cc3 Be7 6.dxe5 dxe5 7.Cg5! Bxg5 8.Dh5
Negras ainda podem ter contra jogo caso a mobilização seja correta e rápida.
8...De7! 9.Bxg5 Cgf6 10.Dh4 b5 11.Bb3 Cc5
As brancas ficam um pouco melhores nessa posição. A modificação da ordem tradicional dos lances é válida se negras desejam garantir o jogo na linha principal do ponto forte:
1...d6 2.d4 Cf6 3.Cc3 até aqui como se fosse uma Pirc, transpondo após 3...e5 4.Cf3 Cbd7 chegando a linha principal do ponto forte sem riscos.

II) Entrega do Centro
3...exd4 4.Cxd4
segue a estratégia da entrega do centro, com preparação para um contra-ataque.
4...Cf6 5.Cc3 Be7
(5...g6 6.f3 Bg7 7.Be3 0-0 8.Dd2 Cc6 9.0-0-0 Cxd4 10.Bxd4 c5 11.Be3 cria um jogo muito semelhante ao dragão siciliano, no entanto com um importante porem: o score das brancas a partir dessa posição é muito maior. Assim é pouco usual a opção por essa linha.
6.Be2 0-0 7.0-0 Te8 8.Bf4 Bf8

III) Respostas irregulares

a) 3...f5?!
Era a resposta original de Philidor e na metade final do século XIX chegou a estar na moda, apesar de ser considerado "mais que duvidoso, talvez até mesmo perdedor", segundo Kasparov. Um exemplo histórico, Bird - Morphy, 1858, vale pela beleza das combinações de Morphy.
b) 3...Bg4?
É uma resposta hoje sabidamente ruim, já tendo sido muito usada no passado.
4.dxe5 Bxf3 5.Dxf3 dxe5 6.Bc4 já deixa as brancas com grande vantagem. Tem exemplo clássico na partida amistosa Morphy-Duque Bruswick e Conde Isouar, 1858
c) 3...Cf6 4.dxe5 Cxe4 5.Dd5 não é bom para as negras. 5...Cc5 6.Bg5 Dd7 (6...Be7 7.exd6 Dxd6 8.Cc3 0-0 ) 7.exd6 Bxd6 8.Cc3 0-0 9.0-0-0 Cc6 com posição complicada, mas a favor das brancas.

Referência:
1) Watson, John. Dominando as Aberturas do Xadrez. Cap 7, pag 159~70. RJ, Ciencia Moderna, 2009.
2) Kasparov, Garry. Meus Grandes Predecessores, Vol 1. Partida 8, pag 41 a 43. SP, SOLIS, 2004.